2009: Ficamos entre os 100 do Top Blog

terça-feira, 9 de junho de 2009

Expulsos do Éden, aqui estamos...

Faz algum tempo que não escrevo e não é por falta de vontade. Todavia, aqui estou..
Eu tive uma discussão hoje que não pretendia ter. Quando somos ameaçados de alguma forma, geralmente nossa língua é nosso reflexo mais rápido e ela corta mais do que lança de samurai..
Hoje senti falta de um tempo que se foi. Um tempo que existia, que passou..
Por muitas vezes lamentamos o vinho que não tomamos e continuamos a não tomar outros vinhos...
Só descobrimos que frequentávamos o Éden quando descobrimos que fomos expulsos... Por isso a vida se torna um mar de aceitações da dor e do lamento..
A maioria dos pais ensina o filho a se desviar e poucos são os que ensinam a adestrar tubarões..
Agora pouco adianta dizer "- eu queria que fosse assim", verbo no passado não tem mais ação..

2 comentários:

Davemport disse...

O passado ainda é, pois sempre estamos nos remoendo e assombrando. O futuro foi algo que sempre planejamos, mas nunca será perfeito "nunca estaremos satisfeitos". O presente será algo ainda, antes de virar passado, mas assim como o futuro, tudo ainda é novo. Não adianta querer viver a essa maneira, querendo sempre fazer o sonho se tornar realidade, é bonito pensar assim e ate almejar.. mas pena que apenas não é...

Filosofia e Cinema disse...

Celina, um texto mais hermético que vidro de azeitonas, percebo nuances de emoções fortes, mas tudo velado, quem vivenciou sabe, que não, aprecia o belo vocabulário. Beijos com carinho.